OSWALDO MONTENEGRO - SERENATA.

22/09/2019   -   Domingo às 18:00 h   -   Show   -   90   -   12 anos
Bragança Paulista   -   Casa de Cultura   -   R. Cel. Assis Gonçalves, 243 - Centro
INFORMAÇÕES
SINOPSE
FOTOS


Atenção!


Sessão com ingressos esgotados.

Descrição

Tipos de Ingressos:
Meia:
Professores, Estudantes, Pessoas acima de 60 anos, Portadores de Deficiência e seu acompanhante(1)..
Porto Seguro: Cliente Porto Seguro com direito a 1 acompanhante pagando mais um ingresso com o mesmo valor.


                                                    * Setor Plateia Premium - 5 primeiras fileiras *
                                                               * Setor Plateia - demais fileiras *

 

“A realização e produção do evento é de inteira responsabilidade da empresa produtora/realizadora, sendo a MegaBilheteria.com apenas intermediadora da venda dos ingressos!”

 


O Show começará 18 H pontualmente devido ao horário da próxima apresentação. Não será tolerado à entrada com mais de 10 minutos de atraso. 

Sinopse:

Oswaldo Montenegro em “Serenata”

A serenata marcou a vida de Oswaldo Montenegro. Toda semana, seus pais, rodeados dos boêmios de São João Del Rei, saíam pelas ruas cantando e parando embaixo de uma janela amiga que dali a quatro acordes era aberta e, em seguida, a porta escancarada convidava a todos para um café, pão de queijo, carinho e mais canções dentro da residência escolhida. Montenegro se tornou músico por isso e liga, até hoje, a arte à amizade e ao afeto.

Esse show é composto por músicas que compôs influenciado por esse ambiente. A sonoridade intimista de sua viola de 12 cordas, alternada com o virtuosismo do violão de 6, também remete às noites enluaradas de Minas Gerais.

Por ter morado em Brasília, escreveu músicas em vários ritmos, para inúmeras trilhas de teatro, cinema, balé, mas o “Serenata” é um show formado pelas canções que ele cantaria numa ruela pouco iluminada dos caminhos de sua infância, nos caminhos da infância que os seresteiros da cidadezinha povoaram de poesia, como “A Lista”, “Lua e Flor”, “Bandolins” e outras canções famosas desse trovador.

Esse espetáculo foi criado pela necessidade urgente de Oswaldo retornar para um lugar do passado que, se o ritmo acelerado da cidade grande não permite que aconteça, dentro dele, e de quem for assistir, está mais vivo do que nunca.

 

 

Fotos