MALALA

12/05/2019   -   Domingo às 16:00 h   -   Musical   -   80   -   Livre
Uberlândia   -   Teatro Municipal de Uberlândia.   -   Av. Rondon Pacheco, 7070
INFORMAÇÕES
SINOPSE
FOTOS
VISUALIZAR
MAPA
Escolha seu(s) ingresso(s):
Tipo Preço Tx Admin Quantidade: Subtotal:
Meia R$ 30,00 R$ 5,50
Inteira R$ 60,00 R$ 11,00
Total:
0 ingresso(s)
R$ 0,00

 Li e aceito os Termos de uso


Descrição

Tipos de Ingressos:
Meia: Estudantes e pessoas acima de 60 anos.

“A realização e produção do evento é de inteira responsabilidade da empresa produtora/realizadora, sendo a MegaBilheteria.com apenas intermediadora da venda dos ingressos!”


Sinopse:

Malala A Menina Que Queria Ir Para a Escola teve duas temporadas de estreia no Rio de Janeiro, nos teatros Sesc Ginástico e Oi Casa Grande, com o mais absoluto sucesso. Depois delas, Uberlândia é a primeira cidade a conhecer o espetáculo, antes mesmo de entrar em cartaz em São Paulo.  O livro de Adriana Carranca, editado pela Cia das Letrinhas, é um dos mais adotados em escolas públicas e particulares desde o seu lançamento. Foi premiado duplamente pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, nas categorias Livro Informativo e Escritora Revelação, em 2016. A obra também foi finalista do Prêmio Jabuti no mesmo ano e destaque na cultuada Feira Literária de Parati (Flip).  O trabalho foi traduzido para o alemão, inglês, urdu e espanhol e tem  edição em todos os países da América Latina.Com direção de Renato Carrera e adaptação de Rafael Souza-Ribeiro, a peça foi idealizada pela atriz Tatiana Quadros, com músicas originais de Adriana Calcanhoto.  No palco, a história é encenada por oito atores e um músico, ambientada em um quintal brasileiro mágico, onde tudo se transforma: peteca vira caneta, balão vira abóbora, tijolo vira cadeira e uma casa vira escola. Destaque para as coreografias, projeção e percussão ao vivo. Para Adriana Calcanhoto, que acompanha Malala desde sempre e admira sua coragem e inteligência, foi uma alegria ser lembrada para escrever as canções. “Gostei de compor pensando em Malala porque, no fundo, quando crescer quero ser igual a ela”, se diverte Adriana Calcanhotto.

Fotos