ALMIR SATER & BANDA

24/03/2019   -   Domingo às 19:00 h   -   Show   -   80   -   18 anos
Itapetininga   -   Maison Ginez   -   Rua 05, n 02 (Rua Luiz Gonzaga Rocha) - Parque São Bento
INFORMAÇÕES
SINOPSE
FOTOS


Atenção!


Sessão com ingressos esgotados.

Descrição

**PROIBIDA ENTRADA APÓS O INÍCIO DO SHOW ALMIR SATER**

18h - Abertura para o público
18h30 - show Osni Ribeiro
20h - show ALMIR SATER & Banda
 

Almir Sater é um violeiro, compositor, cantor, instrumentista e ator. Seu estilo caracteriza-se pelo experimentalismo e sua música é classificada como atemporal. Agrega uma sonoridade tipicamente caipira da viola de 10 cordas e também com influências das culturas fronteiriças do seu estado Mato Grosso do Sul, como a música paraguaia e andina. E o resultado é único: ao mesmo tempo reflete traços populares e eruditos, despertando atenção de públicos diversos.

Com mais de 30 anos de carreira sólida e 10 discos solo gravados, Almir tornou-se um dos responsáveis pela preservação da viola de 10 cordas, sendo reinventada, o músico acrescentou um toque mais sofisticado ao instrumento, temperado com estilos estrangeiros como o blues, o rock e o folk, uma mistura de música folclórica, erudita e popular, considerada atemporal. O seu último CD, 7 Sinais, traz um repertório eclético e inovador.

Minha geração veio de um som mais folk. Eu sou um folk rock assim. Mas sempre gostei de música. Eu gosto de Pink Floyd, Jethro Tull.
Gosto da música inglesa, ela é referencia mundial, a música irlandesa é bonita, gosto também de charangos, folclore dos andes, música latina americana. 
Ponteio de viola no Brasil, são as músicas folclóricas que quando misturam com o Pop vira Folk. — Almir Sater

Fotos